AS JÓIAS DO BRASIL NO MUNDIAL SKYRUNNING

28/11/2018 TRAIL RUNNING

A ISF pousou no Brasil em um ótimo momento, entretanto, num momento de incertezas quanto ao futuro dos nossos atletas de performance. Nossos melhores atletas (elites) estão próximos dos 40 anos de idade ou já passaram, mas isto não é problema, vemos atletas com mais de 50 anos competindo em alto nível.

O fato é que precisamos fazer com que a roda gire, digo, precisamos que mais atletas comecem a despontar e andar forte como os elites que temos hoje e quanto mais jovens aparecendo melhor é para o esporte e para o cenário Trail nacional.

Este ano tivemos nossa primeira participação em um mundial de Skyrunning na Europa e não poderia ter sido melhor, uma vez que levamos 9 jovens atletas com idades entre 16 e 23 anos.

Num país em que o Trail ainda não é tão difundido, levar nove atletas jovens para o mundial Skyrunning na Europa foi uma injeção de ânimo para nós, apaixonados pelo esporte.

Eles enfrentaram 2 provas, o quilômetro vertical (3,5km com 1000m+) e a principal, a SkyRace (23km com 2.600m+).

Na primeira competição todos nossos atletas fizeram um grande papel com alguns tempos abaixo de 50 minutos, um ótimo resultado para nós que pouco temos contato com a modalidade.

Na prova principal os atletas tinham um percurso realmente desafiador, já começava com a mesma subida do km vertical, em seguida dariam uma grande volta pelas montanhas do Gran Sasso teriam que, literalmente, escalar o pico da montanha, parte muito técnica da prova.

A experiência de ver estes nove jovens correndo um mundial de Skyrunning nos deixa várias lições, uma delas é que podemos ter uma grande geração de atletas surgindo, que o nível europeu de atletas é superior ao nosso em muito, claro que não temos a cultura outdoor que eles têm, mas a partir desta geração, poderemos estar cada ano mais preparados, com nosso nível competitivo mais elevado e isso faz a roda girar, uns incentivando e motivando o outro.

Em 2019 estaremos mais fortes e a certeza é que os ainda mais jovens estão a ver estes meninos na Itália correndo um mundial e podem se inspirar a fazer parte disso também.

Somos, todos, jovens no trail e temos muito a crescer, hoje podemos dizer que temos uma nova geração de atletas surgindo no nosso cenário.

VEJA MAIS FOTOS: